quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Filosofia no corredor da lojinha.

E chega novembro. Só percebi hoje ( dia 3 ) , que novembro já chegou , um pouco atrasada , mas antes tarde do que nunca. Entrei em uma loja de utensílios domésticos e para a minha surpresa , estava no corredor das árvores de natal , dos Papais Noel falantes , dançarinos e malabaristas , dos enfeites e luzinhas . Novembro , além de trazer aquela estranha sensação de "o ano passou rápido demais" , é como se fosse o primo pobre de Dezembro . Sim , porque enquanto , dezembro nos remete à festas , Natal , presentes , comemorações e fim de ano , o pobre do mês de novembro só faz lembrar que as provas finais estão aí , que o ano está acabando , que são mil coisas para fazer , que a academia não foi levada a séria em mais um ano , e como se não bastasse , a única e maior comemoração de novembro , é Finados!
É super injusto com Novembro dizer que o ano passou rápido demais , e falar em Dezembro dos planos mega sensacionais e promessas mirabolantes para o próximo ano . Mas , voltando as minhas filosofias baratas do dia em corredores de lojinhas , tenho a impressão , que à cada ano que passa o "espirito" natalino nos invade mais cedo e que daqui há 10 anos , as lojas já estarão decorando suas vitrines , com Papai Noel e luzinhas, no mês de Junho. Tudo bem , que tem toda essa jogada de comércio e tal , mas essas sensações consumistas , só me fazem delirar mais ainda , sobre o quanto a cada ano que passa , os meus 365 dias , se tornam mais curtos .
Sempre ouvi das pessoas mais velhas : "depois dos 20 o tempo voa" ( tornou-se mais ou menos um ditado popular para mim ) , eu sempre pensava que era uma enorme bobagem de gente pessimista . Mas , hoje se pudesse dar um único conselho ( como diria o titio Pedro Bial ) , eu falaria : aproveite bem antes dos 20 , porque seus dias são incrivelmente mais longos . Como diria um professor meu de matemática no colégio : " a matemática está em tudo" . Pois é , se a enxerida da dona matemática anda desfilando seus truques e feitiços por todos os lados , não duvido que também tenha largado uma praga à todos que a detestaram no colégio , de que após os 20 anos de idade , ilógicamente e explicado por algum teorema maluco , os dias teriam menos horas , e por consequência , obviamente o ano passaria mais rápido.
O pior mesmo , é pensar que esse ano , foi vivido muito cansado , muito na obrigação e na saudade . A faculdade se tornou um fardo porque eu estava sempre com sono ou cansada e o trabalho uma obrigação , porque é unica e exclusivamente pelo dinheiro . E saudade , de amizades sinceras e parcerias boas .Portanto , esse ano já farei meus planos e promessas em Novembro ( para valorizar a moral do pobrezinho ) , não prometo voltar para o Yoga , nem para academia , não prometo parar de tomar Coca e nem me alimentar bem , não prometo nada que já sei previamente que minha capacidade limitada de humana preguiçosa que sou , não vai me permitir . Prometo apenas uma coisa , sair das promessas , sair dos rascunhos , sair dos inacabados da vida . E prolongar meus 365 dias , superando 365 medos , superando 365 limites e aproveitando as 8760 horas que a vida me proporciona por ano . ( e isso não é uma promessa, é uma profecia )

4 comentários:

  1. O ano sempre passa muito rápido pra mim... Rs.
    Beijos Letícia!

    ResponderExcluir
  2. Que bacana o blog meninas. Gostei do texto, também constato isso todo fim de ano.
    Estou seguindo.
    Beijoca

    ResponderExcluir
  3. Eu sinto saudades das nossas filosofias nos corredores das lojas! Sinto tanta, tanta saudades...

    ResponderExcluir